07/04/2020 ericacastilho

Como eu resolvi o problema de vendas na minha empresa

Pesquisas indicam que 8 a cada 10 empresas fecham nos seus dois primeiros anos de vida.  Parte desse fato é atribuído aos problemas de vendas que os empreendedores têm ao iniciar seus negócios.  Eu também já passei por esse problema. Quando eu abri a minha empresa em 2008 eu era especialista em gestão de projetos de software, mas não em administração de empresas ou em vendas.  Como uma pessoa da área de computação eu não gostava de realizar atividades comerciais tais como ligar para clientes, realizar reuniões de prospecção, entre outros. Eu conhecia muito bem do meu produto/serviço que oferecia, mas não de vendas. Eu preferia apenas enviar um email para um cliente ao invés de falar diretamente com ele.  Mas eu percebi que para o meu ramo de negócio eu precisava mudar, então eu decidi me adaptar.

A partir dessa decisão eu comecei a procurar formas de ampliar as minhas vendas, e eu descobri que eu precisava de capacitação.  Existe uma citação importante que diz que “Educação nunca foi despesa. sempre foi investimento com retorno garantido” (Sir Arthur Lewis). Eu comecei a estudar sobre administração de empresas, marketing, vendas e ganhei novas habilidades que foram essenciais para a mudança do meu mindset.  E essas habilidades me ajudaram a realizar uma atividade essencial para o meu negócio: o planejamento. O Instituto Brasileiro de Coaching defende que sem planejamento, o caminho a ser trilhado se torna mais exaustivo, além de ser mais propenso a prejuízos causados por decisões errôneas ou ações desnecessárias, que podem limitar os processos ao invés de aproximar do resultado esperado.  O planejamento me levou a criar um plano para otimizar o alcance do meu objetivo de fazer meu negócio dar certo.  

Ao finalizar o meu planejamento, definir onde eu queria chegar e quais passos tomar para isso, eu pude colocá-lo em prática.  E a partir de então a minha empresa começou a crescer. Nós aumentamos nosso faturamento em 200%, fomos citados em mais de 50 matérias nas mídias brasileiras e internacionais, recebemos diversas premiações e reconhecimentos relacionados à inovação e tecnologia por órgãos como o Shell, Sebrae, Riosoft, Apex Brasil, Softex, ABCOMM (associação brasileira de comércio eletrônico), entre outros.  Eu fui nomeada como melhor empreendedora digital por dois anos seguidos e finalista do prêmio de mulher empreendedora, ficando em destaque entre as 10 maiores empreendedoras do Estado do Rio de Janeiro. Através de premiações eu também pude participar e expor a minha empresa nos maiores eventos de tecnologia do mundo: TechCrunch, Campus Party e London Tech week além de ter acesso a estudar os ecossistemas das maiores potências de e-commerce:  Estados Unidos, Londres e Paris.  

Eu atendi mais de 1300 projetos de e-commerce, tendo entre nossos clientes o Sebrae-RJ, que atestou que meu trabalho “motivou outros empreendedores a abrir e gerenciar empresas, influenciando positivamente na economia do país” (Paulo Cesar).  Além disso, eu fui reconhecida pela OBR.global, uma grande aceleradora multinacional, que citou que “Erica fez distintas contribuições ao mercado de e-commerce e startups.”

Concluindo, eu atribuo esse sucesso ao fato de ter aprendido mais sobre meu tipo de negócio e investido tempo na etapa de planejamento do meu projeto.  Foi através do planejamento que consegui definir como chegar de um ponto a outro, qual o investimento seria necessário e quais os recursos eu precisaria para alcançar os resultados que eu precisava.  A fase de planejamento é de suma importância e pode determinar o sucesso de um projeto.

No próximo post eu falarei um pouco sobre como eu consegui aumentar as vendas com pouco investimento.  Se inscreva logo a seguir para receber nosso informativo e não perder nenhuma informação.

Captcha obrigatório
Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!